quarta-feira, 24 de junho de 2009

O MOMENTO DO V. GUIMARÃES

"O meu clube não me dá mais, porque não pode e provavelmente exige-me mais do que aquilo que me pode dar."
Manuel Cajuda
.
Manuel Cajuda não poucas vezes se entusiasma com o som das palavras e cai nas armadilhas dos significados. Não que tenha dito algo de extraordinário ou ofensivo, mas Cajuda, por motivos que se desconhece, não considerou na devida conta a época conturbada que o Clube atravessou, a insegurança e a dificuldade em sobreviver que a Direcção atravessa e feriu perigosamente a linha que o segurava no comando da equipa.

Nem mesmo para Manuel Cajuda, devia ser surpresa a decisão de Emílio Macedo em prescindir dos seus serviços. Esta era uma altura de cumplicidade e não de justificações. Entre magoados, Cajuda colheu o pior.

1 comentário:

Eurico disse...

então o homem não pode dizer o que lhe vai na alma? lá porque as coisas não andão muito bem, mas será que ele tambem tem de ser director, e fazer na direcção o quer fez na equipa, isto é trazer o Vitória para o seu devido lugar.
Mas então aí ainda terão menos para lhe dar o merecido. ou não será assim?